12 de dezembro de 2017 Tag: ,

Qual pergunta fundamental que você deveria saber responder sobre BH?

Como bom mineiro, natural de Belo Horizonte, qual a pergunta que você deve saber responder sobre a cidade? Talvez os melhores pontos turísticos, bons restaurantes, praças e parques. Mais do que isso, é importante que você realmente conheça a cidade e saiba falar sobre a mesma.

Dicas de Belo Horizonte

Tem algo melhor do que conhecer sua própria cidade? Ser turista profissional e poder ser um guia, aliás já parou pra pensar que isso pode se tornar uma fonte de renda extra?

É fundamental você saber sobre meios de transporte, eventos, e locais com entrada franca em BH. O custo reduzido para o turista valoriza a cidade, principalmente para família com filhos.

Viva BH aniversário da cidade

Abraço Mudo na Pampiulha

É possível economizar fazendo turismo,em Belo Horizonte tem muitos eventos gratuitos. No guia BH entrada franca podemos conferir toda programação a custo zero. Espetáculos, oficinas, shows, inclusive ideal para época de férias das crianças.

Belo Horizonte é a capital de Minas Gerais, com uma infinidade de Museus ao redor da Praça da Liberdade e uma região rica em termos de arte como a Pampulha. Será que a maioria dos moradores já frequentaram esses locais e sabem responder sobre os atrativos? Se não! Está na hora de programar seu roteiro por BH.

Cassia Santana

Estrelas do Brasil

Anote na agenda os pontos turísticos, principalmente no entorno da Praça da Liberdade. Escolha alguns bairros clássicos da cidade ( Mangabeiras, Savassi, Santa Tereza, Centro, Pampulha), pesquise na Internet sobre o que fazer de melhor em cada lugar e monte seu roteiro. Aproveite para combinar um passeio com amigos e conheçam melhor nossa capital mineira.

Já fiz um roteiro somente sobre a região da Pampulha, dei várias dicas no Instagram, me segue lá @abracomundo. Compartilho sobre o turismo no Brasil, com ideias para quem prefere montar seu próprio roteiro.

abraços!

4 de dezembro de 2017 Tag: , ,

Como organizar sapatos para viagens

Um dos meus maiores defeitos é organização, mas, eu tento melhorar! Por isso precisei comprar uma bolsa para organizar sapatos para viagem. 

Amo viajar e elaborei um projeto Brasil 360°, onde planejo roteiros somente pelo nosso país, com intuito de promover conhecimento cultural e a nossa economia. Portanto estou sempre arrumando as malas, o que necessita uma organização mais específica.

Amo necessaires, e os sapatos são fundamentais na hora de arrumar as malas, um calçado adequado faz enorme diferença na hora de andar e fazer turismo pelas cidades. Então, dá pra imaginar o tamanho da minha necessidade influenciada pela conveniência de organização e praticidade.

Eu já tinha procurado antes pela internet e ainda não tinha decidido por uma bolsa adequada para carregar os sapatos na mala. Esses dias encontrei uma bem parecida com a da imagem abaixo.

Veja essa na loja on-line Noo.

Organizadores para mala de viagem

É claro que, tendo uma necessaire organizadora de sapatos, vai aumentar o volume da bagagem. Mas, é uma enorme praticidade, isso faz a diferença para quem viaja bastante e precisa se programar com antecedência.

Outra opção para quem ainda não tem organizadores de sapatos para mala de viagem, é levar os  calçados em saquinhos de TNT dentro da bagagem.

E você que vai viajar, como organiza os sapatos?

abraços!

1 de dezembro de 2017 Tag: , , , ,

Hotel de Lazer: O que essa hospedagem proporciona no fim de semana?

A escolha de um hotel de lazer, para um fim de semana de descanso, pode deixar algumas dúvidas na cabeça das pessoas. Por quê? Alguns ainda tem dúvida entre a hospedagem convencional e aquela totalmente voltada para o lazer. Esse post é um guia para você decidir a melhor opção e o que o hotel pode proporcionar.  Lembrando que um final de semana de descanso pode acontecer aliado a diversão, em um estabelecimento que ofereça tudo que é necessário.Termas Araxá

Termas Araxá REsort

Hotel Tauá Resort

É importante saber escolher bem o hotel e o que ele proporciona, para sua família, em termos de infra-estrutura. O hotel de lazer possui serviços extras ou opcionais como frigobar, televisão com canais por assinatura, serviço de quarto personalizado, piscinas, salas de jogos, restaurante ou outros serviços oferecidos. Alguns hotéis possuem espaço de lazer comum, com opção de piscina aquecida, espaço kids e monitores. Isso traz tranquilidade para a família, que não necessita deixar o hotel durante sua estadia. É uma hospedagem diferenciada do Hotel Convencional e todos estes itens citados, devem ser observados no momento de se escolher o hotel para descansar, assim garantindo um conforto ainda maior para o fim de semana.

Hotel de lazer Tauá Resort

bar do hotel blog Abraço Mundo

Piscina aquecida e Bar do Hotel Tauá Resort

Alguns possuem mais opções de lazer que outros, proporcionando muito mais diversão e descanso. Resolvi selecionar algumas imagens do Tauá Resort Araxá, que podem ajudar você a fazer uma melhor escolha. A oferta de alimentação também é um diferencial na hora da escolha pelo hotel mais indicado para um final de semana de descanso. Hotéis que oferecem refeições completas e pacotes com três refeições diárias são os mais apropriados, há ainda aqueles com café ou bar, o que torna tudo muito mais fácil para os hóspedes.

Avaliando a estrutura do hotel, os serviços oferecidos e as opções de refeições, é possível se escolher o melhor lugar para um fim de semana de descanso. Inclusive em dias de chuva já que um hotel de lazer completo tem piscina aquecida, bar e salão de jogos. Tauá Resort em Araxá é um ótimo exemplo para compreender a infra-estrutura de um bom hotel de lazer.

Se você tiver mais dicas deixe um comentário!

Abraços!

29 de novembro de 2017 Tag: , ,

5 restaurantes que você precisa conhecer melhor em Ouro Preto

Esse é um post dedicado aos melhores cafés e restaurantes, em Ouro Preto. São muitas opções, por isso resolvi escolher cinco deles em um primeiro momento. Quero também comentar, como decidi fazer essa lista de lugares onde comer, na cidade histórica mais conhecida de Minas Gerais.

Fazer turismo está muito relacionada a gastronomia, comer e beber merece qualidade, além de uma excelência no atendimento. Esses são fatores essenciais para melhorar o turismo no Brasil. Acontece que, um fim de semana atrás, fui mal atendida, em um café restaurante, próximo a praça Tiradentes. Então, decidi falar sobre 5 restaurantes, escolhidos especialmente, que você precisa conhecer melhor em Ouro Preto – MG.

1. Ópera Café

Está ao lado do Hotel Solar da Ópera e fica na rua mais conhecida como Direita, número 79. Um estabelecimento pequeno, com variedade em doces, alguns tipos de mini sanduíche, cardápio para almoço e servem café da manhã completo com preço fixo.

Pedimos um Ciabatta Gourmet, folhado de frango, café com pão de mel. Porém, me arrependi com o sanduíche, porque o Ciabatta é mais difícil de cortar. A qualidade estava excelente, como estava no horário do almoço, apesar de demorar no atendimento, a funcionária foi muito gentil e sempre dava um sinal de que nos atenderia em breve. Vale a pena para um café no fim da tarde!

Restaurantes em Ouro Preto

Ciabatta Gourmet blog de viagem

2. Parada do Conde

Um dos mais bacanas que já estive, recentemente, em Ouro Preto. Fica na mesma rua e mesma calçada do Ópera Café, serve panquecas com diferentes recheios, cerveja artesanal e cardápio de almoço. Um menu executivo no valor $29,00, que inclui entrada, prato principal e sobremesa. Achei o melhor custo – benefício!

Não foram todos restaurantes que conseguimos fazer pedido para duas pessoas, nesse eu comi a entrada que é uma salada bem bacana com molho de mostarda e maracujá. Meu filho só conseguiu comer metade do prato principal, que vem com tropeiro, e um filé com ovo, bem arrumadinho (comida para quem tá com muita fome). Nesse caso deixamos a sobremesa pra lá, porque não conseguíamos comer tanto.

O espaço é pequeno, mas também não fica cheio, qualidade e atendimento espetacular!

blog de viagem

blog de viagem

3. Monsieur Café

Fica atrás da Igreja do Carmo, próximo ao Hotel Teatro e também não é muito grande. É um café fofo, intimista e bem decorado! Serve massas no horário do almoço, tortas, crepes durante o dia e fim de tarde.

Pedimos um Cafémenta, um crepe de grill, um pão de  queijo recheado Romeu e Julieta. O crepe estava razoável, o pão de queijo veio com uma parte queimada, atendente pediu desculpas e foi muito gentil. Acho que poderíamos ter pedido só o crepe, o café e uma outra bebida. Espero que tenhamos mais sorte, da próxima vez no Monsieur Café.

 

Chocomenta blog de Viagem

4. Chocolates Ouro Preto

São duas unidades na cidade, uma que fica na praça Tiradentes e outra próximo ao Largo do Rosário. Essa segunda unidade é maior, possui cadeiras ao lado de fora com uma vista incrível, sendo bem mais charmosa. Tudo preparado com qualidade excelente, mas atendimento comum, sem muita gentileza!

Pedimos chocolate quente e apenas um Quiche que estava muito bom! Vale cada centavo pela localização privilegiada e pelos sabores dos produtos.

Restaurante blog de viagem

Chocolate e Restaurante no blog de viagem

5. Bené da Flauta

Resolvi finalizar com Bené da Flauta, porque foi um dos restaurantes mais incríveis que conheci em Ouro Preto. Fica na rua da Igreja São Francisco, abaixo, próximo a feira de Pedra Sabão. É um local fino, com um primeiro salão de mesas na entrada, um segundo salão algumas escadas abaixo, uma adega de vinhos e cervejas no sotão inferior, mais um salão de mesas no andar superior. Ambiente bem amplo, nas mesas próximas às janelas se tem uma bela vista e o atendimento é austero.

O cardápio tem bolinhos, eu pedi um suco de Abacaxi com Hortelã + um bolo de fubá, esse último dissolveu na boca de tão bom! Cardápio variado de comida mineira que ainda não tive oportunidade de experimentar, mas eu consigo avaliar pela qualidade do bolo. Não esqueço que vi o Ceviche por um valor de $36,00, com certeza voltarei em Ouro Preto para comer esse prato da culinária peruana.

Bené da Flauta restaurante em blog de Viagem

blog de viagem

Vale a pena conhecer melhor esses 5 cafés ou restaurantes em Ouro Preto – Minas Gerais. Se você já ouviu ou conhece um deles, deixe um comentário.

Abraços!

20 de novembro de 2017 Tag: ,

O que fazer em Catas Altas, a cidade fictícia de São Miguel

Nesse post vou falar sobre Catas Altas, o que fazer na cidade, onde comer e como esse pequeno município, do interior de Minas Gerais, virou uma cidade fictícia para uma minissérie da Rede Globo.

Uma cidade típica mineira, com menos de 6.000 habitantes, localizado a 122 km da capital Belo Horizonte. Fica na região da Estrada Real, Circuito do Ouro e tem mais de 300 anos, compondo roteiro entre Serras. Você pode chegar na cidade vindo por BH, Ipatinga, Santa Bárbara ou por Ouro Preto, Conselheiro Lafaiete.

Igreja matriz Catas Altas

Matriz com a serra ao fundo Catas Altas

A praça principal tem uma matriz imponente de valor histórico, no entorno as casas tem um charme peculiar, provavelmente por esse motivo a Rede Globo escolheu a cidade para cenário da minissérie “Se eu Fechar os Olhos Agora”, baseado no livro homônimo do jornalista Edney Silvestre.

O centro histórico foi transformado para a minissérie, que acontece na década de 60. As casas foram pintadas preservando suas características iniciais, houve reforço nas cores bordô, bege, verde claro, um pouco de ilustração e letreiros. O que deixou tudo muito mais charmoso!

Catas altas Cidade Fictícia São Miguel

Catas altas ou Se eu fechar os olhos agora

Para comer na cidade eu indico 3 lugares: LaViolla, onde pedi um prato com filé ao molho de queijo canastra (perfeito!). Cateretê Café Bistrô para fazer um lanche e tem almoço, servem risoto, panqueca, entradinhas. Além do Armazém, que é mais um barzinho com música ao vivo, lá eu pedi uma porção de folha de peixinho.

Catas Atas oferece boas atrações culturais, além de muito contato com a natureza, é claro! Uma ótima opção de passeio para o fim de semana em família e para quem está em busca de um pouco de tranquilidade. Se você gosta de cachoeiras, vai encontrar ótimas opções na cidade. As opções mais acessíveis são a Cachoeira da Valéria que possui a água em um tom esverdeado e a Cachoeira do Maquiné que possui uma queda de 12 metros de altura e a água com uma coloração dourada. Essa cachoeira também possui pequenas quedas e um poço de meio metro de profundidade. Excelente para refrescar o corpo e relaxar a mente!

Cassia Santana

Cassia Santana Catas altas

Um grande aqueduto de pedras em ruínas formam a paisagem do ponto turístico mais visitado da cidade. O Bicame de Pedras fica localizado a 12 km de Catas Altas, o monumento foi construído em 1792 e hoje possui cerca de 100 metros. Próximo fica a Lagoa Azul e a cachoeira Quebra Ossos, com uns pocinhos bem rasos, sem o menor perigo! Outro aqueduto de pedras é o Mundéu, localizado nos fundos da pousada das Nascentes, que fica no Morro da Água Quente. Também tem a cachoeira do Mundéu, com alguns poços, eu achei mais apropriado contratar um guia.

Cassia Santana

O que fazer em Catas altas

Outros passeios para quem gosta de estar em contato com a natureza são o Vale das Borboletas, formado por poços naturais e riachos de águas límpidas. Está localizado em uma propriedade particular e só é possível visitar com um guia local, mediante ao pagamento de uma taxa de visitação. É um passeio imperdível, que vai agradar toda a família.

  • Agente de turismo Catas Altas: 31 9 89102590 – Danilo
  • Pousada Portas da Lua: 31 9 86019687

Para acompanhar mais sobre viagens pelo Brasil, Follow me no Instagram @abracomundo

15 de novembro de 2017 Tag:

As grandes mudanças que viajar sozinha pode proporcionar

Nesse post vou compartilhar algumas mudanças que aconteceram em minha vida, desde que comecei a viajar sozinha pelo Brasil, além de contar como foi o processo de decidir montar roteiros de turismo e compartilhar no Instagram. Eu já viajei muito, mas na maioria das vezes não escolhia meu próprio roteiro, frequentemente ia com companhia, sem planejamento, era só comprar as passagens e seguir o fluxo. Após passar um período de depressão, comecei a me sentir só, mas não era falta de pessoas, eu passei a sentir falta de mim mesma, percebi que  algo precisava mudar na minha vida. Na verdade grandes mudanças estavam acontecendo internamente, mas eu ainda não tinha consciência.

Eu decidi que não ficaria os finais de semana em casa, então eu comecei a pensar em viajar para cidades que fossem bem próximas, que eu pudesse ir em um dia e voltar no outro. Como nunca tive coragem de ir para os lugares sozinha, precisava ir em um lugar não muito longe. Então, decidi ir em Congonhas – MG, visitei a Basílica, almocei sozinha, me hospedei em um hotel que reservei pelo site da Booking.

Cassia Santana Congonhas MG

Viajar sozinha pelo Brasil - Cassia Santana

Eu senti uma felicidade tão imensa, era provavelmente a primeira vez que eu decidia tudo sozinha. Foi libertador! Quero esclarecer que viajar a dois é incrível, uma viagem em família é muito bacana, mas que viajar sozinha é também maravilhoso.

No outro final de semana eu estaria com meu filho, então escolhi Ouro Preto, uma cidade bem perto também. Decidi que iriamos na parte da manhã e voltaríamos à noite. Foi fantástico! Apesar de estar com outra pessoa, eu tomei todas as decisões.

Viajar sozinha cassia santana

Aí surgiu oportunidade de ir para Fortaleza – CE, nesse caso, foi aquela situação do fluxo. Eu só comprei as passagens, não fiz planejamento, não escolhi os passeios, exceto o último dia. Aliás, o Nordeste é uma das regiões mais caras do Brasil, com enorme diferença social, por isso mesmo me decepcionei um pouco com essa viagem.

Posteriormente fui para Belo Horizonte, amo turistar na capital de MG. Fiquei hospedada no Ibis da Praça da Liberdade e depois fui para o Adrena Sport Hostel, nunca tinha ficado em quarto compartilhado. Comecei a viver experiências inovadoras e sair da minha zona de conforto para economizar em viagens.

viajar sozinha pelo Brasil

Cassia Santana

A partir desse momento, eu tive um start de ideia sobre compartilhar no Instagram somente dicas de viagens pelo Brasil. Cada roteiro seria planejado com muito critério, levando em consideração a proximidade, o valor histórico  da cidade ou beleza natural. Essa proximidade minha, não são de outros e por isso decidi ir cada vez mais longe, no meu tempo, viajando pelo Brasil sozinha na maioria das vezes. Diamantina – MG a Chapada Diamantina na Bahia, tem até trilha sonora!

“Minha vida é andar por este país
Pra ver se um dia descanso feliz”

Do início até hoje, foram seis roteiros programados, são quase 20 cidades, sendo que a meta para 2018 é conhecer 40 cidades divididas por 12 roteiros. Se você ainda não me acompanha no Instagram, follow me @abracomundo, para não perder nadinha. Por lá eu compartilho vários outros detalhes, dicas para mulheres que viajam e para quem prefere montar seu próprio roteiro de turismo pelo Brasil.

E você, gosta de viajar de excursão, planejar seu roteiro ou viajar sozinha também?

Abraços!

13 de novembro de 2017 Tag: , , ,

Como chegar e o que fazer em Lavras Novas – Minas Gerais

Lavras Novas é um lugarejo com 1.500 habitantes, distrito de Ouro Preto, faz parte da Estrada Real. Está localizada a apenas 120km de Belo Horizonte e 19km de Ouro Preto, portanto saindo de BH você chega no trevo de Lavras Novas passando por Ouro Preto ou vindo por Conselheiro Lafaiete pode também passar por Ouro Branco – Minas Gerais. Logo após o trevo, há um percurso de estrada de terra, porém fácil de chegar de carro. A dificuldade é para quem não tem escolha e quer ir de ônibus, nesse caso existe a empresa Trasncotta, que faz a linha a partir de Ouro Preto, os horários são reduzidos e caso tenha interesse você pega o transporte na estação ferroviária central, mas pode obter informação de horários no telefone 31 35593252.

Cássia Santana em Lavras Novas MG

Como chegar em Lavras novas MG

As ruas tranquilas de Lavras Novas oferecem sossego, o que é ideal para descansar da cidade grande e ainda levar as crianças. Já quem gosta de aventura encontra muita emoção nos arredores, com trilhas, passeios de quadriciclo e banhos de cachoeira! Ideal para levar as crianças, fazer um passeio romântico, ou Ecoturismo.

As atrações mais procuradas são as cachoeiras, algumas mais acessíveis e outras que requerem ajuda de guias. A Cachoeira dos Três Pingos tem percurso de fácil acesso de carro, 3 pequenas quedas d’agua e um pocinho que dá pra se refrescar. Seguindo pelo mesmo caminho chega-se na Cachoeira dos Namorados, mas a partir da Três Pingos o acesso é recomendado para carros 4×4. Por esta estrada também se chega à represa do Custódio e Cachoeira dos Prazeres. Para quem gosta de caminhar, a Serra do Trovão e a Serra da Chapada oferecem excelentes trilhas, com paisagens de tirar o fôlego. Estes passeios também são oferecidos pelas agências.

Passeios e Ecoturismo em Lavras Novas MG

 

Blog Abraço Mundo em Lavras Novas MG

Todas essas cachoeiras são acessíveis tanto de carro, quanto a pé (trekking) ou de Quadriciclos, que são alugados por algumas agências especializadas facilmente encontradas na cidade. Nestas agências pode-se combinar também passeios de canoagem, tirolesa, escalada e rapel. Outro local que rende belas fotos é a Pedra do Equilíbrio, localizada na subida da serra quase chegando na cidade. A Pedra tem esse nome porque se equilibra em outra pedra, parecendo que vai cair a qualquer momento localizada na subida da serra quase chegando na cidade. A Pedra tem esse nome porque se equilibra em outra pedra, parecendo que vai cair a qualquer momento! Como o trecho da estrada é estreito, recomenda-se fazer uma caminhada prazerosa a pé a partir da entrada do distrito. Aproveite o trajeto para fotografar o maravilhoso mar de montanhas da região.

Além dos passeios de aventura, você pode apreciar os cafés, a culinária, os bares diversos, e restaurantes.

Café em Lavras Novas MG

 

Cassia Santana o que fazer Lavras Novas

O clima ameno e interiorano é propício para pequenas caminhadas e belas fotografias, aproveite cada momento em Lavras Novas – Minas Gerais. As casas são coloridas, tem uma igreja fofa e charmosa, andando mais pela rua você encontrará pontos específicos de uma cidade interiorana. Já li boas recomendações sobre o Restaurante Villa dos Tigres, o café Casa Amarela oferece delicias de dar água na boca e o restaurante Ad’Vinho é o meu preferido. Follow me @abracomundo no Instagram para acompanhar outras viagens

Abraços!

 

6 de novembro de 2017 Tag: , ,

Como chegar no Museu Santos Dumont

Para se chegar ao Museu Santos Dumont é preciso ir até a cidade de mesmo nome, fica próximo a Barbacena e Juiz de Fora, em Minas Gerais. Pegar uma estrada em direção a fazenda Cabangu. Não existe um transporte, da cidade para o Museu, o que desfavorece quem está sem carro. É importante pensar sobre isso, turistas estrangeiros chegam no Brasil e nem sempre alugam carro. Mas, eu acabei indo de táxi e o motorista gentilmente me esperou por uma hora. Ele me aconselhou comprar água mineral antes de ir, já que o local não tem infraestrutura, como por exemplo, uma lanchonete.

Fazenda Cabangu

Li várias criticas sobre o museu e a fazenda Cabangu. Apesar disso, achei que o Museu está conservado e o local bem cuidado. Vale a oportunidade de conhecer detalhes sobre a vida de Alberto Santos = Dumont. A guia Mônica, é uma senhora muito simpática. Na fazenda tem uma represa, uma réplica do modelo 14 Bis, fotografias, notícias de jornais sobre o pai da aviação, um acervo incluindo objetos como o chapéu panamá que era marca de estilo do Santos = Dumont.

Estação ferréa Santos Dumont - MG

Locomotiva 370 como chegar no museu Santos Dumont

Santos Dumont em MG, faz parte do Caminho Novo da Estrada Real. Com o aumento da exploração das minas de ouro e as dificuldades para se percorrer esse trajeto, se fez necessário encurtar as distâncias entre o Rio de Janeiro e o interior, o que facilitaria o transporte e consequentemente a fiscalização, assim, a cidade foi fundada. Antigamente, chamava-se Palmira, contudo, com o prestígio que Santos = Dumont deu ao município, mudou-se o nome, em homenagem ao pai da aviação.

Torre Eiffel em Santos Dumont MG

No centro da cidade tem uma réplica da Torre Eiffel, com 8 metros de altura. É uma região típica do interior, pessoas agradáveis e acolhedoras. Porém, tem a questão da infraestrutura, ou seja, foi difícil achar um hotel no Booking. Na cidade me indicaram a pousada Villa Dumont, parece a principal, sem luxo, mas muito aconchegante. Já na avenida que corta o centro, tem o restaurante Umami, onde fica em um calçadão superior bem charmoso. E tem o sanduíche, Montanha, que acho que é para umas quatro pessoas comerem. Pretendo voltar só para fotografar o sanduíche. 😂

Como fazer feira com musica

projeto cultural feira com choro

Aos domingos acontece apresentação de música, evento cultural junto com a feira, de 9h às 10h. Sempre na estação férrea onde fica a locomotiva 370, também conhecida como Zezé Leone e fabricada em 1922.

Vou começar a dar nota. de até cinco estrelas, para os lugares. / ⭐⭐⭐ para Santos Dumont – MG, pelo valor histórico da cidade, em relação a Estrada Real e as informações sobre o “pai da aviação”. Seria bem menos se não fosse isso.

Abraços!